Páginas

13/01/2015

Praticar o Inglês - Shadow Reading

Oi, gente. Tudo bem?

Essa semana vocês vão ficar cansados dos meus posts, rs. A Gabi viajou e como estava passando mal esses dias, não deixou nada preparado para postar. Ou seja, sou só eu por aqui essa semana.
Bem, como eu disse no post com os fatos sobre mim, eu me formei no curso de inglês ano passado. Graças a isso, estou tendo que procurar maneiras de praticar o inglês no dia a dia para não esquecer o que aprendi. Sendo assim, estou utilizando uma prática que é muito indicada por professores.
O Shadow Reading exercita a compreensão auditiva, a leitura em uma língua estrangeira, além de te ajudar a falar de maneira mais natural. Vim explicar como essa prática funciona e aconselhar ela para quem está começando ou só gosta mesmo de ler em inglês. A melhor parte? É para todos os níveis de conhecimento. Relaxa, vai ficar mais claro.

O primeiro livro da minha coleção de Harry Potter e, em baixo, meu 'The Complete Sherlock Holmes',

Para começar, você precisa de um texto, seja curto como uma reportagem ou longo como um livro, mas esse texto precisa ter uma versão auditiva. Muitos sites, como o News in Levels, disponibilizam o artigo junto ao áudio. Esse site em especial ainda trás a opção de três níveis de competência oral/auditiva em inglês.
Então, após o texto escolhido, o Shadow Reading começa de fato. Há divergência quanto “as fases” do Shadow Reading, é comum encontrar quem diga que são duas fases e quem diga que são três. Eu, particularmente, aconselho aos iniciantes no estudo da língua a fazer em duas fases. Quem já tem uma bagagem maior, aconselho a fazer em três.
Na primeira fase, você lê o texto acompanhado do áudio e marca as palavras que te causaram estranhamento ou que você não sabe o que significam. É importante lembrar que essas palavras devem ser procuradas no dicionário. Por mais que seja melhor usar um dicionário em inglês, um dicionário inglês-português não vai matar ninguém, rs. Porém, se você estiver em um nível intermediário ou avançado, dê preferencia ao dicionário completamente em inglês. O Kindle, por exemplo, trás as duas opções.
Na segunda fase você escuta o áudio sem ler o texto. É essa etapa que eu não aconselho quem está no nível básico a fazer. Porque, sem uma compreensão (mesmo que pequena) da língua, o áudio não faz sentido sem o texto. Acho que vai confundir mais que ajudar. Mas é uma ótima pedida para quem já está no nível intermediário. Ajuda muito a compreensão auditiva.
Na última etapa entra a parte oral. Ao mesmo tempo em que o áudio está tocando, você deve ler o texto em voz alta. É importante tentar ler juntinho com o áudio, assim sua pronuncia fica ainda mais parecida com a de um falante nativo. Pode parecer difícil no começo, mas melhora com a pratica, rs.
Para os leitores assíduos, há muitos audiobooks espalhados pela internet. Claro que os pagos são mais profissionais, mas muitos grupos de fãs disponibilizam o audiobook de um livro de graça. Aqueles que já compreendem a língua, é bem legal ouvir o livro sem o áudio de primeira, é assustador no inicio (para quem está acostumado com o Shadow Reading), mas é maravilhoso.
Aconselho quem está começando a ler em inglês a assistir esse vídeo da Tatiana Feltrin, do blog Tiny Little Things. Ela é professora de inglês e, além de falar rapidamente sobre o Shadow Reading, explica qual é o melhor gênero literário para cada nível. Vale a pena conferir.
Então é isso, galera. Espero que tenham gostado do post. Caso vocês queiram, posso fazer um post falando sobre onde comprar livros em inglês, ou coisa assim. Alguém já fez o Shadow Reading? Deixem ai nos comentários o que acharam da experiência. Quero muito saber sobre suas considerações sobre a prática.

Beijoooooos

15 comentários:

  1. Eu não sou muito fã da língua inglesa, prefiro o espanhol! Mesmo assim,muito obrigada pelas dicas. Ótimo post.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz que tenha gostado! É legal que dá pra fazer o Shadow Reading com qualquer língua estrangeira.
      Obrigada
      Beijooooos

      Excluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Eu sou apaixonada pelo Inglês, e praticamente tudo o que eu sei aprendi em casa, através de muita música e séries, pois na escola ele não era tão incentivado. Eu gostei da dica e vou visitar o site. Beijos

    http://desfocandoideias.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz que tenha gostado! A escola realmente não incentiva, deveria dar muito mais atenção ao inglês. Músicas e séries são mágicas pra ensinar inglês, haha.
      Obrigada pelo comentário.
      Beijoooos

      Excluir
  4. Excelente orientação para os amantes da língua inglesa, como eu.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada! Fico feliz que tenha gostado.
      Beijoooos

      Excluir
  5. Estou começando com o inglês e percebi que muitos dizem que cursos dificilmente fazem seus estudantes falarem fluentemente a língua. Achei livros para me ajudar e estou praticando com músicas e filmes mas ainda assim faltava algo, e esse algo foi todo o conteúdo que você postou.
    Muuuuuito grato!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz por ter ajudado! Realmente os cursos te dão o incentivo, mas depende de você praticar para conseguir ser fluente de verdade. Os bons cursos, te deixam bem perto da fluência. Porém, acredito que só com o contato completo com a língua (como num intercambio), é que se alcança a fluência.
      Muito obrigada pelo comentário. Volte sempre, vou postar mais dicas de inglês a qualquer hora.
      Beijoooos

      Excluir
  6. Caramba, Amanda, eu realmente não conhecia esse método de praticar o inglês! O mais legal é que treina a audição e o vocabulário...Eu realmente adorei e vou marcar esse post para indicar em meu quadro!
    Parabéns pela ótima postagem!
    Beijos da Bia!♥♥♥

    http://www.strelateen.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz que tenha gostado!! O método é mesmo bem legal.
      Muito obrigada pelo comentário :D
      Beijooooooooos

      Excluir
  7. Lindo teu blog!!! E o post amei, minha irmã mora nos EUA há quase 10 anos, e foi muito importante a noção que ela tinha de inglês. Bjus no coração!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada! Realmente conviver diariamente com a língua é muito enriquecedor.
      Fico feliz que tenha gostado.
      Beijooooos

      Excluir
  8. Eu faço curso de inglês há 5 anos e já estou no nível avançado, gosto muuuuuito da língua e com certeza vou fazer isso!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz que tenha gostado! Inglês é tudo de bom, haha. Depois conta o que achou da experiencia ;)
      Obrigada pelo comentário.
      Beijoooos

      Excluir